Pesquisar este blog

Prefeitura denomina Bruno Zago a Orquestra Municipal de Sopros



Nesta terça-feira (11), às 10h, a Prefeitura de Araçatuba por meio da Secretaria de Cultura (SMC), e em parceria com a ALMA (Associação Livre dos Músicos de Araçatuba), realizou uma homenagem ao luthier e músico Bruno Zago, recentemente falecido. Participaram o prefeito Cido Sério, o vice Carlos Hernandes, o músico Mauro Rico, representando a ALMA, o maestro Cid Frota, Marcelo Zago, filho do homenageado, e o secretário de Cultura Hélio Consolaro, além de demais secretários, convidados e população em geral.

O prefeito Cido Sério assinou o Projeto de Lei que denomina “Bruno Zago” a Orquestra Municipal de Sopros, e que será encaminhado à Câmara Municipal. “Estamos dando o nome de um grande músico para a Orquestra, de um profissional”, destacou o secretário Hélio Consolaro. Para Mauro Rico, Bruno era um homem de talento e caráter irretocáveis. “Ele era o sócio honorário número um da ALMA e fizemos este convite a ele pelo seu empenho com relação à música”, disse.
O secretário de cultura Hélio Consolaro, Marcelo Zago (filho de Bruno) e o prefeito Cido Sério
SONHOS
“Um dos seus sonhos era ver a orquestra organizada, com músicos profissionais e um pólo de referência. Estamos, neste momento, fazendo parte de um destes sonhos”, enfatizou o maestro Cid Frota. Para o filho de Bruno, Marcelo Zago, aprender o ofício do pai foi um privilégio. “Meu pai me ensinou, assim como tantos outros, a construir instrumentos. Quero dedicar toda minha vida a este ofício e, em nome da minha família, agradeço a homenagem que fazem ao meu pai”.

“A arte, de maneira geral, permite ao mundo ser melhor. A música atinge todos os povos, não tem fronteira, não há guerra que impeça a música de tocar”, disse o prefeito Cido Sério. O prefeito destacou o trabalho de Bruno Zago. “O luthier é uma coisa mágica, milagrosa. A gente olha para o violão e não consegue imaginar o trabalho por trás dele, até chegar às melodias. Por este talento tão grande, acredito que a maior homenageada hoje é a nossa Orquestra, que está tendo a honra de levar o nome do Bruno”, destacou Cido Sério.

MÚSICO
Bruno Zago era um grande músico e professor de violino, além de ser um excelente luthier (construtor de instrumentos musicais em madeira) e sócio-honorário da ALMA.

Nascido em Catanduva, Zago se mudou para Araçatuba no ano de 1968, onde foi convidado para integrar uma banda. Com muita minúcia, atenção a detalhes milimétricos, bom ouvido e concentração, o músico confeccionava diversos instrumentos musicais de corda tais como violinos, violas, violoncelos e contrabaixos. As principais madeiras que eram usadas por ele eram a grevilha e a tauari. Já o verniz ele mesmo que produzia. O seu primeiro instrumento foi um violino.

O luthier também foi entalhador, escultor e marceneiro. Todas as profissões tomadas pela arte. Seus violinos já percorreram diversos lugares do mundo, tais como Austrália, São Paulo, Belo Horizonte e África. Antes de morrer, o músico além de fabricar seus próprios instrumentos, também dava aulas em casa. Bruno tinha 88 anos, sendo 60 anos totalmente dedicados a carreira de músico. Vítima de uma forte pneumonia, o luthier deixou filhos, netos e admiradores por todo o mundo.