Pesquisar este blog

Biblioteca municipal Rubens do Amaral recebeu do Banco do Brasil kit sobre a vida de João Cândido

O brasileiro João Cândido Felisberto, o Almirante Negro, defendeu, no início do século passado, melhores condições de trabalho para os marujos e a abolição de castigos corporais na Marinha. A luta teve como palco os encouraçados Minas Gerais, São Paulo e Deodoro e o cruzador Bahia, ancorados na Baía de Guanabara (RJ), para a posse do Marechal Hermes da Fonseca na Presidência da República, em 1910, alguns dias antes.

Cerca de 2 mil marinheiros, a maioria negros, sob liderança de João Cândido e Francisco Dias Martins, foram habilidosos na condução das embarcações e de suas reivindicações. As péssimas condições de trabalho nos navios e o código disciplinar em vigor, que previa a aplicação de castigos corporais, foram as principais causas da Revolta da Chibata. Como não foram atendidos, os revoltosos ameaçaram bombardear o Rio de Janeiro, caso suas reivindicações não fossem atendidas.

Com a votação, pelo Congresso Nacional, da abolição da chibata e a concessão da anistia, os marinheiros encerraram a revolta. O governo e as autoridades militares, no entanto, não cumpriram o acordo, prenderam e castigaram os marujos, que se rebelaram novamente. A reação do governo foi bárbara: o massacre dos rebeldes na Ilha das Cobras. Os que não morreram foram presos e enviados para a construção da Estrada de Ferro Madeira-Mamoré, no Acre. João Cândido sobreviveu e foi internado em um hospital para loucos. Tuberculoso, foi solto alguns anos depois. Sobreviveu o resto de sua vida como vendedor de peixes no mercado do Rio de Janeiro, onde morreu, sem patente e na miséria, em 1969.

A Fundação Banco Do Brasil editou um kit chamado "João Cândido -Projeto Memória - 2008" com um vídeo de 30 minutos e um livro fotobiográfico. Eles estão à disposição na Biblioteca Municipal Rubens do Amaral.

Acessee faça downloads:


http://www.projetomemoria.art.br/JoaoCandido/downloads/down_livro_joao_candido.pdf


Reportagem da Globo News - canal de notícias da TV Globo (canal pago) apresentou um documentário, assista (acesso gratuito):

Revolta da Chibata completa 100 anos