Pesquisar este blog

Ciclo de Estudos sobre Cultura Tradicional e Contemporaneidade

O ciclo promove uma reflexão sobre o lugar da cultura tradicional no contexto contemporâneo, abordando questões como preservação, renovação, trocas e influências mútuas em diferentes expressões artísticas e práticas culturais. A programação é composta por palestras e apresentações de música e dança.

Promoção: Oficina Cultural Sílvio Russo 
Parcerias:
Prefeitura de Araçatuba
Secretaria Municipal de Cultura de Araçatuba
Secretaria Municipal de Educação de Araçatuba
Centro de Tradições Culturais de Araçatuba
Prefeitura Municipal de Lourdes


Informações gerais:
Grupo de catira Novos Araçás
7 a 9 de maio – quarta a sexta-feira
Público: educadores, pesquisadores de cultura popular e demais interessados
Inscrições: 10/4 a 5/5
Seleção: primeiros inscritos
200 lugares
Local: Teatro Municipal de Araçatuba Paulo Alcides Jorge
Rua Armando Sales de Oliveira, s/nº – Bairro Bandeiras

Programa:

Dia 7, quarta-feira
18h às 18h30
APRESENTAÇÃO DE CATIRA: NOVOS ARAÇÁS

A catira é uma das mais típicas manifestações culturais do interior de São Paulo, em que o ritmo musical é marcado pela batida dos pés e das mãos dos dançarinos. A proposta é difundir a catira como tradição artística genuinamente caipira. Fundado em 2009, o grupo Novos Araçás surgiu da vontade de valorizar a catira em Araçatuba e região. Composto por sete catireiros e dois violeiros, o grupo já se apresentou no programa "Viola, minha Viola", da TV Cultura, na Festa do Peão de Barretos, no Festival do Folclore de Olímpia e no Revelando São Paulo, da Secretaria de Estado da Cultura.

18h30 às 20h30
PALESTRA: PAULISTAS – DE SONS, RITOS E FESTAS
Palestrante: Alberto T. Ikeda

Neste encontro, cujo formato mescla palestra tradicional e vivência de dança e música, o professor Alberto T. Ikeda falará sobre as expressões da cultura tradicional popular paulista, centrada em aspectos históricos e sociológicos da formação e dinâmica da cultura caipira, e demostrará os ritmos populares utilizando viola caipira, cavaquinho e instrumentos de percussão.

Alberto T. Ikeda é professor do Instituto de Artes da Unesp e pesquisador de Cultura e Música Popular Brasileira desde a década de 1970. Mestre e Doutor pela USP, é autor de livros, artigos e ensaios sobre música e cultura popular brasileira, publicados no Brasil, Alemanha, Itália, Japão e Chile. Realiza consultorias para instituições públicas e privadas, como o MinC, secretarias de cultura, Sesc e Petrobras.

Dia 8, quinta-feira
18h às 18h30
APRESENTAÇÃO: COMPANHIA DE FOLIA DE REIS A CAMINHO DE BELÉM

A apresentação traz um pequeno trecho da Folia de Reis, festejo de origem portuguesa ligado às comemorações do Natal e trazido ao Brasil ainda no período colonial.  Mantendo a tradição de cantar o nascimento do menino Jesus e a jornada dos Reis Magos, a Cia. de Folia de Reis A Caminho de Belém, formada em 2009 na cidade de Lourdes, conquistou vários prêmios na região. A companhia tem 15 integrantes e é dirigida por José de Paula, entusiasta e incentivador de festividades populares.

18h30 às 20h30
PALESTRA: CULTURAS POPULARES E TRADICIONAIS, SEUS MESTRES E FORMAS DE EXPRESSÃO NO CONTEXTO ESCOLAR
Palestrante: Marcelo Manzatti

Marcelo Manzatti
Mestres de conhecimento da cultura popular são pessoas dotadas de saberes relacionados às tradições ancestrais que formam a diversidade da cultura brasileira. Inseri-los no processo de aprendizado formal é muito importante pela diversidade de saberes que dominam, mas é preciso atenção aos cuidados pedagógicos necessários que os professores devem ter ao promover essa inserção.

Marcelo Manzatti, mestre em Antropologia, é membro da coordenação do CNPC – Conselho Nacional de Políticas Culturais. Preside também o Fórum para as Culturas Populares e Tradicionais, é moderador da Rede das Culturas Populares e Tradicionais e coordena a Comissão Brasiliense de Folclore.

Dia 9, sexta-feira
20h
SHOW: HOMENAGEM A TIÃO CARREIRO À MODA DE VIOLA
Parreira e Rei do Vale e Rodrigues Viola e Henrique

Parreira e Rei do Vale
Neste show, as duplas Parreira & Rei do Vale e Rodrigues Viola e Henrique homenageiam um dos maiores ícones da cultura caipira: Tião Carreiro. Nascido em Montes Claros, o mineiro José Dias Nunes, o Tião Carreiro, passou parte de sua juventude em Araçatuba. Violeiro intuitivo, o criador do pagode caipira jamais frequentou escola de música. Foi autodidata também na escrita, compondo letras com cheiro de terra e mato para várias músicas de seu vasto repertório, registrado em mais de 50 LPs. Formando uma célebre dupla com Pardinho, Tião Carreiro deixou canções que até hoje ecoam na cabeça de seus milhares e milhares de fãs.

A dupla Parreira e Rei do Vale é referência no mundo da música caipira, elevando a viola de Araçatuba a uma escala nacional. A dupla foi uma das vencedoras da final da 30ª Violeira Rose Abrão, realizada no ano passado em Barretos.

Rodrigues Viola e Henrique
A dupla de música caipira Rodrigues Viola e Henrique foi formada em 2004, por dois violeiros com características musicais diferentes, mas que possuem a mesma paixão: a música sertaneja de raiz, que tem como temas o trabalho, as peripécias e os amores do homem do campo e do peão de boiadeiro.

Oficina Cultura Sílvio Russo
Rua Conselheiro Oscar Rodrigues Alves, 169 - Centro
Cep: 16010-330 - Araçatuba/SP
Telefone: (18) 3625-5357 / 3441-1488 |silviorusso@oficinasculturais.org.br
Funcionamento: Terça a sexta-feira das 13h às 22h Sábado das 9h às 18h

Inscrições: Terça a sexta-feira das 13h às 22h