Pesquisar este blog

Festival de Música Popular em Mirandópolis

Durante os dias 10, 11 e 12 de abril, a cidade de Mirandópolis vai realizar mais uma edição do seu tradicional FEMPO (Festival de Música Popular de Mirandópolis). O evento que está em sua 8.ª edição é organizado pela Prefeitura de Mirandópolis, por meio de seu Departamento Municipal de Cultura, Departamento Municipal de Educação, Fundo Social de Solidariedade, Circuito Cultural e Abaçaí – Cultura e Arte.

Com o objetivo de difundir música popular brasileira, valorizando os autores nacionais, o festival proporciona aos músicos da região, inspirações para suas próximas composições. Além de um evento de lazer, ele também busca levar o conhecimento das formas de composição musical dos autores de diferentes regiões do Brasil.


Os organizadores do festival estimam que um público de três mil pessoas circule diariamente nos três dias de apresentação. Em todas as edições passadas, eles estimam que um público de 40.000 pessoas já acompanharam os shows e apresentações.

Composições
Músicos de todos os cantos do país fizeram as inscrições para concorrer no festival. Mais de 250 canções foram inscritas nesse ano. Após a triagem de todos os trabalhos inscritos, 24 canções foram selecionadas para se apresentarem nos dois dias. Quatro delas de sobreaviso, caso ocorra à impossibilidade de apresentação de alguma das 24.

Serão 12 canções apresentadas a cada noite (10 e 11 de abril), sendo que seis delas serão selecionadas para o último dia de apresentações.

Apresentações
Ao final de cada dia, uma apresentação encerra em grande estilo o festival. No dia 10 o festival recebe o cantor Miltinho Ediberto, que tem entre seus sucessos as canções “O Sonho” e “Luz do Desejo”. Já no dia 11, o encerramento fica por conta do cantor Tavinho Limma, um dos interpretes da música “Malfeito”.

O último dia (12) do festival fica por conta do musico, poeta e compositor Arnaldo Antunes, que entre seus sucessos, conta com canções como “Lavar as mãos”, “A casa é sua” e “Contato Imediato”. Dentre os gêneros cantados por Arnaldo, estão canções da MPB, pop rock e rock.

Rádio Gentileza
Um dos organizadores do Festival de Música Popular de Mirandópolis, Fred Souza, é também responsável pela Rádio Gentileza (web). Uma rádio veiculada pela internet que transmite diversos gêneros musicais, entre eles; Reggae, Blues, Jazz, Rock, New Age, World Music, Indie Rock e MPB.


Segundo Fred, a rádio nasceu da “Uma vontade louca e necessária de difundir música de qualidade”. O objetivo da rádio é divulgar tanto os artistas já consagrados, como compositores e cantores independentes, a fim de terem suas composições divulgadas por meio desse trabalho.
Fred é um dos integrantes da ONG “Gentileza Gera Gentileza”, que o motivou a homenagear José Datrino – o Profeta Gentileza, morador da cidade de Mirandópolis e que ficou famoso com o lema que dá nome a ONG. Segundo ele, esse lema continua sendo atual e também vale para a música.

Profeta Gentileza
José Datrino, mais conhecido como Profeta Gentileza (Cafelândia, São Paulo, 11 de abril de 1917 — Mirandópolis, São Paulo, 28 de maio de 1996) foi uma personalidade urbana carioca, espécie de pregador, que se tornou conhecido a partir de 1980 por fazer inscrições peculiares (grafiteiro) sob um viaduto situado na Avenida Brasil, na zona portuária do Rio de Janeiro, onde andava com uma túnica branca e longa barba.


A partir de 1980, escolheu 56 pilastras do viaduto da Avenida Brasil, que vai do Cemitério do Caju até o Terminal Rodoviário do Rio de Janeiro, numa extensão de aproximadamente 1,5 km. Ele encheu as pilastras do viaduto com inscrições em verde-amarelo propondo sua crítica do mundo e sua alternativa ao mal-estar da civilização.


"Gentileza gera gentileza" é sua frase mais conhecida.