Pesquisar este blog

Grupo de Araçatuba participa de quadro do Domingão do Faustão



Os olhos dos músicos espiam o relógio em contagem regressiva, mostrado em um monitor. Ao mesmo tempo, os dedos e as palmas se encontram com a madeira do cajóns, na tentativa de adaptar o maior número de ritmos musicais para a sonoridade do instrumento, dentro de 30 segundos. 

Daniel Freitas, Cristiano Silva, Estevão Freitas, João Marcos e Felipe Almeida, quatro percussionistas de Araçatuba e um de Guararapes, viveram esse desafio mais que isso, seus movimentos foram registrados pelas câmeras do programa "Domingão do Faustão", da Rede Globo, previsto para ser transmitido neste domingo (13).

Integrantes do Grupo 12 Mãos, os músicos participaram do quadro "Se Vira nos 30" em uma gravação realizada no último sábado (5), no estúdio da emissora no bairro Morumbi, em São Paulo. O conjunto é composto também por Fernando Costa, porém ele teve de permanecer em Araçatuba, pois se casou na mesma data.

EXPERIÊNCIAS
Para a competição, o quinteto interpretou uma peça autoral que passeia pelo baião, o maracatu, o axé, o funk carioca e o samba. "Recebemos o convite uns cinco dias antes da gravação, mas tivemos tempo para ensaiar esse potpourri com um metrônomo, para estudar o limite de tempo", revela Cristiano. No entanto, a passagem do grupo pelo programa ultrapassou os 30 segundos, já que o apresentador Fausto Silva fez com que eles permanecessem no palco por cerca de sete minutos.

"Ele pediu para o grupo tocar junto com sua banda, escolhia gêneros diferentes como balada, rock, MPB, tudo no improviso", relembra Daniel Freitas. Após a gravação, o baterista do programa, Albino Infantozzi, visitou o camarim da banda para elogiar sua apresentação e pedir a partitura da peça que interpretaram. De acordo com Cristiano, Infantozzi é uma referência para o grupo, que planejava procurá-lo como fãs.

CONVITE
O grupo recebeu o convite para disputar o "Se Vira nos 30" depois de ser descoberto pela produção do "Domingão do Faustão" por meio do vídeo "Camerata de Cajóns", disponível no site Youtube.

Com mais 271 mil visualizações, as mesmas filmagens proporcionaram ao Grupo 12 Mãos o convite para participar do 5º Festival Internacional de Cajón Peruano, em Lima, em abril do ano passado. "Quando enviamos o vídeo para o site, esperávamos que ele tivesse uma repercussão regional, mas não que nos levasse para tão longe", conta Daniel.

No quadro "Se Vira nos 30", artistas profissionais e amadores de diferentes categorias disputam um prêmio de R$ 20 mil. Por se tratar de um programa a ser exibido, o Grupo 12 Mãos não pode revelar se venceu ou não a competição.

Fonte: Folha da Região