Pesquisar este blog

Museu Cândido Rondon recebe exposição sobre folclore


A mostra reúne objetos em cerâmica cuiabana, pantaneira pertencentes ao museus de Penápolis
O Museu Histórico Pedagógico Marechal Cândido Rondon, de Araçatuba, recebe a exposição itinerante sobre o folclore, até o final do mês de agosto. A exposição faz parte do acervo do Museu Municipal do Folclore de Penápolis e conta um pouco sobre o surgimento dessas historias. A entrada para visitação é gratuita.


A mostra reúne objetos em cerâmica cuiabana, pantaneira e da própria cidade de Penápolis, todas relacionadas a lendas folclóricas e derivadas. Objetos sobre a Folia de Reis e sua historia também podem ser encontrados na exposição. Os visitantes também encontram lendas, superstições e crendices populares e os objetos que dão “veracidade” a essas estórias.


ESPAÇO
O Museu do Folclore surgiu como um dos objetivos do Centro de Folclore da Fundação Educacional de Penápolis (Funepe) – entidade criada pelas primeiras turmas de Educação Artística, da Faculdade de Filosofia Ciências e Letras de Penápolis (Fafipe) - em 1974, com estatuto redigido em 1975 e aprovado em 1977.

Pavão, simbolo do folclore
As peças que deram início ao seu acervo foram coletadas por meio de pesquisas de campo realizadas por equipes de alunos da Fafipe, da Faculdade Auxilium de Lins (FAL) e por pessoas da sociedade penapolense interessadas em folclore.

Superstições e crendices fazem parte da exposição

O acervo privilegia a cultura espontânea da cidade, da região e do país. Conta com mais de 12 mil peças, entre objetos, livros, revistas, apostilas, boletins, relatórios de pesquisa de campo, álbuns de recortes, quadros, fitas gravadas, discos, fotos, slides, filmes e selos.

SERVIÇO
Museu Histórico e Pedagógico Marechal Cândido Rondon.
Exposição Folclórica – Parte do acervo do Museu Municipal do Folclore de Penapolis
Entrada Grátis
Indicação: Livre
Segunda: Das 14h às 17h
Terça a Sexta: Das 8h às 17h
Sábado: Das 8h às 12h