Pesquisar este blog

Araçatuba realiza Conferência Municipal de Cultura

Produtores de arte e público se reuniram no domingo para discutir políticas públicas na área de Cultura
A Prefeitura de Araçatuba realizou, neste domingo (15), a 4ª Conferencia Municipal de Cultura de Araçatuba. As reuniões aconteceram na Casa de Cultura Adelino Brandão e no Teatro Castro Alves. Durante todo o dia, os 128 participantes debateram os quatro eixos propostos pelo Ministério da Cultura para o setor, dando a chance de a população definir, junto com a administração, os rumos das ações públicas para o setor.

Na abertura dos trabalhos, o prefeito Cido Sério destacou que Araçatuba, hoje, na questão cultural, deu um salto perceptível, com uma agenda eclética e cheia. Ele enfatizou que a Secretaria de Cultura, após estas mudanças, atende mais de mil crianças no balé e no Projeto Guri, além de ter parcerias excelentes, como a que foi firmada com a Educação para levar música para as escolas.

“As crianças precisam aprender também sobre música clássica para construirmos a diversidade. Tem que ensinar também o berrante, o samba de raiz, enfim, tudo aquilo que não está massificadamente na mídia. Espero que esta conferência seja um sucesso na construção de formas de valorizar os produtores de cultura e criação de consumidores de artes”, destacou o prefeito.

O secretário de Cultura, Hélio Consolaro, lembrou que, no ano de 2012, a Prefeitura de Araçatuba investiu mais de R$ 5 milhões na Cultura, que é um valor histórico para Araçatuba.

DELEGADOS

Araçatuba elegeu cinco delegados para que a mesma seja representada na conferência estadual. Os representantes escolhidos para representar Araçatuba na conferência estadual foram: o diretor de cultura, Henry Mascarós; a chefe de serviço e apoio administrativo, Luana Clinéia Leite; o coordenador da oficina cultural Silvio Russo, Douglas Augusto Oliveira; o músico José Renato Gimenes Neves e Fernando Ítavo. Os delegados participarão da conferência estadual de cultura, a ser realizada até o dia 15 de setembro.

Os quatro eixos debatidos na conferência foram a Implementação do Sistema Nacional de Cultura - impactos da Emenda Constitucional do SNC na organização da gestão cultural e na participação social nos três níveis de governo (União, Estados/Distrito Federal e Municípios); a produção simbólica e diversidade cultural - o fortalecimento da produção artística e de bens simbólicos e da proteção e promoção da diversidade das expressões culturais, com atenção para a diversidade étnica e racial; cidadania e direitos culturais - garantia do pleno exercício dos direitos culturais e consolidação da cidadania, com atenção para a diversidade étnica e racial e Cultura e desenvolvimento - economia criativa como uma estratégia de desenvolvimento sustentável.


Em novembro, a cidade de Brasília sediará a 3ª Conferência Nacional de Cultura, quando os delegados estaduais se reunirão para debater o tema “Uma Política de Estado para a Cultura: Desafios do Sistema Nacional de Cultura".