Pesquisar este blog

CONVITES PARA O ESPETÁCULO “O LIBERTINO” - ESGOTADOS

O LIBERTINO - recomendado para maiores de 18 anos - contém cenas de nudismo e apelo sexual.

Os convites para o espetáculo “O Libertino”, com Cássio Scapim e direção de Jô Soares podem ser retirados na Secretaria Municipal de Cultura. O espetáculo faz parte do Circuito Cultural Paulista 2012. Cada pessoa poderá retirar até 02 (dois) convites. A distribuição é gratuita e tem início nesta quarta-feira, dia 23 de maio. Todos os 200 convites serão distribuídos antecipadamente na recepção da Secretaria até sexta-feira (25), dia do espetáculo. Segundo o Diretor de Cultura de Araçatuba, Alexandre Melinsky desta vez será desta forma para verificar qual a melhor forma de distribuição. “Em outros espetáculos, distribuímos todos antecipadamente, em outros dividimos metade antecipado e outra metade na bilheteria, fazemos este revezamento para ver qual sistema atende melhor a população”, afirmou Melinsky.

O Diretor aconselha as pessoas que por algum motivo não conseguirem buscar os convites que venham no dia do espetáculo, chegando antes e se colocando na fila do não ingresso. “Como sempre, muitas pessoas acabam retirando convites e não vindo, daí surge às oportunidades”.

MAIOR DE 18 ANOS
A peça é recomenda para maiores de 18 anos. Ainda de acordo com Alexandre Melinsky, mesmo que um adulto queira trazer alguém menor de 18 anos, a informação recebida por ele é de que não traga.

O CIRCUITO
A cidade de Araçatuba já faz parte do Circuito Cultural Paulista 2012. Nesse ano sete cidades foram incluídas no projeto e Araçatuba foi uma delas.

O ESPETÁCULO - recomendado para maiores de 18 anos - contém cenas de nudismo e apelo sexual


Dirigido por Jô Soares, Cassio Scapin é O Libertino, de Eric- Emmanuel Schmitt, um dos maiores nomes da dramaturgia contemporânea, que se inspirou no filósofo francês Diderot (1713 – 1784) para compor essa comédia que oferece, de maneira não acadêmica, divertida e envolvente introdução ao pensamento filosófico.

A adaptação de Jô Soares mantém os diálogos elaborados com as mesma ação e fluidez presentes na obra, apresentando questões relevantes como: conduta moral, ética, sexo, amor, relações de poder. O texto nos permite divagar divertidamente por essas questões. “Assim que li O Libertino, fui logo atraído pela riqueza dos personagens e pela inteligência e humor do texto”, diz Jô Soares.

Essa comédia preenche uma lacuna onde humor e informação, diversão e cultura se encontram em uma obra que não se destina ao simples entretenimento. Retoma uma das funções da comédia, que é fazer pensar e discutir a condição do homem frente às questões morais e éticas da sociedade onde se encontra inserido! 

Em O Libertino, Denis Diderot, um dos ícones do pensamento na França do século XVIII, se retira para descanso num castelo na área rural de Paris, onde de urgência é solicitado para que escreva o verbete: Moral, para “A Enciclopédia”, obra que já vem se dedicando há muito tempo.

Além da divertida manipulação de conceitos e ideias, na peça vê-se outra característica importante da personalidade do filósofo: sua atração pelas mulheres.
Segundo Eric-Emmanuel Schmitt, O Libertino é a mais alegre de suas peças. “Um texto escrito numa primavera para celebrar a primavera”. Seu personagem principal, o filósofo Denis Diderot, que viveu de 1713 a 1784, é considerado, junto com Voltaire, um dos intelectuais precursores da Revolução Francesa. Muitos o julgam pioneiro da filosofia anarquista, devido ao seu pensamento de desprezo sobre a nobreza e o clero.

Cassio Scapin resolveu produzir O Libertino assim que assistiu uma leitura dramática no ano de 2008 em Paris. “Assim que me deparei com o texto, fiquei fascinado com a inteligência e o humor ali presentes e percebi que seria um personagem ótimo para um ator na minha idade, e um assunto interessante de discutir, além de uma excelente comédia que  alia inteligência, informação e  elegância”, conclui o ator.
Teatro: “O Libertino" - recomendado para maiores de 18 anos - contém cenas de nudismo e apelo sexual
Dia: 25/maio/2012 – sexta-feira
Local: Teatro Castro Alves. Rua Duque de Caxias, 29 - centro – Araçatuba
Horário: 20h30

*Convites ESGOTADOS.  
*convites limitados, 200 pessoas no teatro. **começaram a ser distribuidos na quarta-feira (23/5)